Uma Entrevista Com A CTO Da Starbucks, Gerri Martin-Flickinger


Como Gerar Blog Ou Web site Grátis


Agora somos quase setenta milhões os brasileiros ligados à extenso rede e estamos entre os maiores compradores de internet no mundo. Segundo procura Ibope Nielsen Online, consumimos em média 66 horas por mês navegando em alguma das mil plataformas que o mercado não para de montar. Dá mais de duas horas por dia. Além do nosso tempo, gastamos também um agradável dinheiro pra esta finalidade: de acordo com a Combinação Internacional de Telecomunicações (UIT), a assinatura de serviço de internet banda larga agora responde por 9,6% da renda média dos usuários.


Pela internet, queremos fazer de um quase tudo: trabalhar, estudar, nos avisar, brincar, namorar, jogar, obter, fechar negócios, cuidar dos filhos, ver novelas ou o futebol, até trepar à distância. Também, achava que agora havia blogs além da medida no mercado e, um a mais ou a menos, não faria a pequeno diferença nessa selva eletrônica. Pois ele acabou me convencendo, argumentando, além de dar um agradável salário, que esta era a melhor maneira de prosseguir no jornalismo, que não havia futuro pra nós fora da web.


No começo, ainda procurei me disciplinar, reservando horários pra atualizar o website e fazer a moderação de comentários. Com o passar dos dias, este tempo foi-se alargando gradativamente, sem que eu percebesse. Virou um trabalho online full-time, em que abro o pc antes das 9 da manhã e só fecho depois das 9 da noite, em dias normais. “Você está ficando viciado nisso! ”, a família começou a reclamar, com justificativa. Não adiantava esclarecer que este é meu trabalho, meu ganha pão, o que me permite pagar as contas no encerramento do mês, e não um hobby, um brinquedo eletrônico como ocorre com muita gente que não sai do pc.


No último feriadão, no decorrer do retiro espiritual anual com os meus Grupos de Oração num hotel-fazenda no interior de São Paulo, dei-me conta do estágio a que havia chegado. O tópico do encontro era “Alegria e Silêncio”, porém eu continuava na mesma rotina como se não tivesse saído do meu escritório.


”, cansaram de me solicitar os amigos e os netos toda vez que me viam trabalhando. Era como se eu fosse um ET num lugar dominado pela meditação, a espiritualidade, o transcendente, por alguns dias deixando as pessoas remoto do universo externo e dos seus compromissos. Ninguém queria saber das notícias que não paravam de ser produzidas em qualquer lugar lá fora.


  • Concentre-se nas pessoas

  • Faça perguntas no desfecho das posts

  • 1 Aumente a tua produtividade como blogueira

  • quinze Conversa de bloqueio

  • Estudo de Caso

  • Tiago bastos maquina de vendas online opiniões



E pra mim era penoso me concentrar nos textos bíblicos e nas reflexões levantadas pelos companheiros orantes. Dava a impressão de vivermos em dois mundos diferentes. Prometi aos colegas que não levarei mais o notebook nos nossos próximos retiros. Eles tinham toda razão ao me repreender, e aproveito pra agradecer a todos. Lembrei-me do amigo Zélio Alves Pinto, o amplo cartunista e artista plástico, assim como membro dos Grupos de Oração, no entanto que não estava nesse retiro. Ele passava o dia criando tuas obras no ateliê instalado nos fundos da sua casa.


“O senhor nunca vai trabalhar como os pais dos meus colegas, que saem de manhã e voltam à noite? Fica só aí desenhando o dia inteiro? Como acontece com meus netos, Zélio bem como teve problemas para explicar a Fernando que aquele era seu trabalho. No entanto ainda bem que não estou sozinho nesta competição, dividido entre o serviço pela web, a família e os amigos, sem tratar nos outros compromissos profissionais (reportagens para a revista Brasileiros, palestras, consultorias).

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *